A Perturbação Obsessivo-Compulsiva (POC), classicamente denominada de Neurose Obsessivo-Compulsiva, manifesta-se através de obsessões e/ou compulsões. A maioria das pessoas com POC apresenta ambas.

As obsessões são pensamentos, imagens ou impulsos recorrentes e persistentes experienciados como intrusivos e indesejados e as compulsões são ações repetidas ou rituais que a pessoa se sente compelida a executar.

É uma perturbação que afeta ambos os sexos, tem uma prevalência ao longo da vida de 2,0% a 2.5% e está classificada entre as perturbações mentais mais comuns, imediatamente a seguir às Fobias, ao Abuso de Substâncias e à Depressão Major.

Nos casos mais graves é uma perturbação marcadamente incapacitante, impondo limitações severas na vida das pessoas afetadas, com amplo comprometimento familiar, profissional e social.

Uma boa noticia é que é possível tratá-la, obtendo-se bons resultados. As investigações têm revelado consistência no que respeita à importância da psicoterapia no tratamento dos pacientes com POC, uma vez que se observam melhorias muito significativa na grande maioria dos pacientes que procuram esta ajuda.

Se apresenta este quadro clínico ou tem um familiar ou amigo que manifesta os sintomas descritos não deixe de procurar ajuda!

Nós acreditamos que o podemos ajudar a sair da desorganização e mau estar em que se encontra. Acredite também!

Ler mais sobre assunto.

Últimos artigos

Emoções na Infância – Como Ajudar o Seu Filho – Crónica Revista Vip

Isabel Cardoso Costa Psicóloga Clínica/Psicoterapeuta- Adultos, Crianças e Adolescentes  

A brincar o mundo pula e avança – Uma visão da Pedopsiquiatria

“Aquilo que há em nós de criativo é infantil, ou vem da infância, é aquilo que fica vivo da infância, […]

Agitação Psicomotora ou Hiperactividade, o que é? A visão da Psicomotricidade

O corpo que não pára.   Nos últimos anos tem sido cada vez mais frequente falar-se de crianças com hiperatividade […]