A Neuropsicologia Clínica é o ramo da psicologia especializado no estudo das interações entre cérebro, mente e comportamento. A exploração clínica é fundamentada na avaliação, diagnóstico, prognóstico e reabilitação de pessoas com comprometimento neurológico, neurocognitivo e emocional durante o ciclo de vida.

O acompanhamento por um especialista em neuropsicologia clínica é indicado em pessoas com diagnósticos de perturbações neurodesenvolvimentistas e neurodegenerativas, dificuldades de aprendizagem, traumatismos crânio-encefálicos (TCE), acidente vascular cerebral (AVC), esquizofrenia e perturbação por consumo de substâncias. A neuropsicologia clínica é também indicada para pessoas com dificuldades de atenção, linguagem, memória, tomada de decisão, impulsividade e alterações de personalidade.

A avaliação neuropsicológica permite a identificação das dificuldades neurocognitivas e emocionais e fundamenta a elaboração de um relatório e plano de intervenção adequado à problemática. A reabilitação neuropsicológica permite a intervenção nas dificuldades identificadas na avaliação prévia, promovendo a estimulação, treino, compensação ou reabilitação das dificuldades neurocognitivas e emocionais.
Construímos um plano de avaliação e reabilitação individualizado e enquadrado nas suas dificuldades, necessidades e características pessoais de modo a otimizar a eficácia da intervenção e potenciar a recuperação.

A Neuropsicologia Clínica possui uma área de intervenção ampla e pode dividir-se por 3 grandes áreas enquadradas no ciclo de vida: a neuropsicologia infantil/pediátrica, a neuropsicologia do adulto e a neuropsicologia do idoso ou geriátrica. Cada fase do ciclo de vida apresenta os seus desafios e complexidades sendo necessário um foco especializado e individualizado tendo em conta critérios contextuais e de desenvolvimento para a avaliação e reabilitação neuropsicológica.

 

Neuropsicologia Infantil/Pediátrica

A Neuropsicologia Infantil ou Pediátrica é o ramo da neuropsicologia clínica focada no estudo, exploração e reabilitação das perturbações desenvolvimentistas do sistema nervoso em crianças e adolescentes. As perturbações do sistema nervoso em crianças e adolescentes têm um impacto negativo em diversas dimensões, nomeadamente, cognição, perceção sensorial, expressão motora, comportamento, emoções e esfera Intelectual/educacional.

O acompanhamento por um especialista em neuropsicologia pediátrica é indicado em crianças e adolescentes com perturbações neurodesenvolvimentistas como a perturbação de hiperatividade e défice de atenção (PHDA), as perturbações do espectro do autismo, perturbação de tourette/tics e dificuldades de aprendizagem (dislexia, discalculia e disortografia). É também indicado em crianças com défice intelectual, epilepsia, alterações metabólicas, tumor cerebral, exposição a toxinas ambientais, dificuldades comportamentais e dificuldades cognitivas generalizadas.

O diagnóstico diferencial é fundamental para a compreensão das causas das dificuldades neuropsicológicas. É também essencial para a correta elaboração do plano de reabilitação neuropsicológico enquadrado nas dificuldades e potencialidades da criança ou adolescente.

 

Neuropsicologia do Adulto

A Neuropsicologia do Adulto é o ramo da neuropsicologia clínica focada no estudo, exploração e reabilitação das perturbações neurocognitivas congénitas ou adquiridas em adultos. As limitações neurocognitivas tendem a ter um impacto severo nas atividades da vida diária comprometendo a funcionalidade nas esferas pessoal e profissional.

As causas dos défices neuropsicológicos em pessoas em idade adulta, resultam na maior parte de acidentes vasculares cerebrais (AVC´s), traumatismos crânio-encefálicos (TCE´s), epilepsia, tumor cerebral, hipoxia, HIV, consumo de substâncias, esquizofrenia e perturbação bipolar, entre outros.

Os défices neuropsicológicos mais comuns no adulto são as dificuldades de atenção/concentração, linguagem, memória, perceção visual, tomada de decisão, impulsividade e alterações de personalidade.
O diagnóstico diferencial é fundamental para a compreensão das causas das dificuldades neuropsicológicas, sendo fundamental para a correta elaboração do plano de reabilitação neuropsicológico enquadrado nas dificuldades e potencialidades da pessoa.

 

Neuropsicologia do Idoso/Geriátrica

A Neuropsicologia do Idoso ou Geriátrica, é o ramo da neuropsicologia clínica focada no estudo, exploração e reabilitação das perturbações neuropsicológicas decorrentes do processo de envelhecimento normal e/ou patológico. As alterações neurocognitivas e emocionais resultantes do envelhecer podem acarretar diversas dificuldades no dia-a-dia com um claro compromisso nas atividades da vida diária e na autonomia do idoso.

As causas mais frequentes das alterações neuropsicológicas em idosos prendem-se com perturbações neurodegenerativas, como a demência de Alzheimer, Parkinson, vascular, corpos de Lewy, frontotemporal, entre outras. Encontram-se também alterações neurocognitivas em idosos decorrentes de défice cognitivo ligeiro (DCL), doença metabólica, AVC´s, TCE´s, doença psiquiátrica prolongada, entre outras.

As alterações neuropsicológicas no idoso tipicamente prendem-se com dificuldades de memória, atenção/concentração, planeamento, motricidade fina, impulsividade e alterações de personalidade.
O diagnóstico diferencial é fundamental para a compreensão das causas das dificuldades neuropsicológicas, e para a diferenciação entre alterações neurocognitivas decorrentes do processo de envelhecimento normal ou patológico. Assim, torna-se essencial para a elaboração do plano de reabilitação neuropsicológico enquadrado nas dificuldades e potencialidades da do idoso.

Últimos artigos

Emoções na Infância – Como Ajudar o Seu Filho – Crónica Revista Vip

Isabel Cardoso Costa Psicóloga Clínica/Psicoterapeuta- Adultos, Crianças e Adolescentes  

A brincar o mundo pula e avança – Uma visão da Pedopsiquiatria

“Aquilo que há em nós de criativo é infantil, ou vem da infância, é aquilo que fica vivo da infância, […]

Agitação Psicomotora ou Hiperactividade, o que é? A visão da Psicomotricidade

O corpo que não pára.   Nos últimos anos tem sido cada vez mais frequente falar-se de crianças com hiperatividade […]