Bruno Faustino

Neuropsicólogo e Psicólogo Clínico

Crianças, Adolescentes, Adultos e Idosos

As dificuldades são parte integrante da condição humana e indissociáveis do ciclo de vida. Assim, procurar ajuda é um ato natural face à necessidade de restabelecimento de equilíbrio emocional, bem-estar e sentido de vida. Facilito uma oportunidade relacional e contextual para a ocorrência de experiências potencialmente reparadoras de crescimento e desenvolvimento pessoal. Acredito numa prática clínica baseada na evidência e na adaptação do conhecimento científico a cada pessoa, sendo o mesmo comunicado de forma humana, simples e calorosa.”

Formação

  • Licenciatura em Ciências Psicológicas pela Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa (FPUL);
  • Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde, com especialização em Psicoterapia Cognitivo-Comportamental e Integrativa pela FPUL;
  • Mestrado em Neuropsicologia Aplicada pela Escola de Psicologia e Ciências da Vida da Universidade Lusófona (ULHT);
  • Dupla pós-graduação avançada em Neuropsicologia Clínica e Intervenção Neuropsicológica: Avaliação e Reabilitação, pelo Instituto Português de Psicologia (INSPSIC);
  • Pós-graduação Avançada em Psicoterapia de Adultos pela Associação Portuguesa de Terapias Comportamentais, Cognitivas e Integrativas (APTCCI), com acesso à especialidade de Psicoterapeuta pela OPP (a decorrer);
  • Estudante de Doutoramento em Psicologia Clínica e Neurociências Afetivas;
  • Formador certificado pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP);
  • Cerca de 32 formações avançadas, incluindo: conceptualização de caso em psicoterapia (ISPA), intervenção cognitivo-comportamental nas psicoses (APA), mindfulness na psicoterapia cognitivo-comportamental (FPUL), neuropsicologia do desenvolvimento (OPP), neuropsicofarmacologia (CRIAP), neuropsicoimunologia (CRIAP), bioestatística (FMUL), coaching psicológico (FPUL), medicina legal (CRIAP), psicologia forense (FPUL) e orientação vocacional (CRIAP);

Experiência Profissional Prévia

  • Psicólogo Clinico estagiário na Clínica Psiquiátrica de São José e no Serviço de Atendimento à Comunidade da FPUL;
  • Neuropsicólogo estagiário no Policlínico Êbam em Pontevedra, Espanha;
  • Psicólogo Clínico e Neuropsicólogo estagiário OPP no Serviço de Atendimento à Comunidade da FPUL e na Vomap – Clínica Psicológica;
  • Neuropsicólogo estagiário no Centro Paroquial do Campo Grande e na Associação Ares do Pinhal;
  • Investigador bolseiro na Unidade de Epidemiologia do Instituído de Medicina Preventiva e Saúde Pública da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa;

Experiência Profissional Atual

  • Número de registo profissional da Ordem dos Psicólogos Portugueses: 22735
  • Psicólogo Clinico e Psicoterapeuta de crianças, adolescentes, adultos e idosos;
  • Neuropsicólogo de crianças, adolescentes, adultos e idosos;

Investigação e Docência

  • Colaborador do Laboratório de Psicologia Experimental da FPUL e do Laboratório de Complementaridade Paradigmática;
  • Palestrante convidado na licenciatura em Ciências Psicológicas e no mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde da FPUL;
  • Autoria e co-autoria de vários artigos científicos publicados em revistas nacionais e internacionais;
  • Cerca de 40 participações, posters e comunicações orais em conferências e eventos relacionados com a Psicologia Clínica e Psicoterapia, Psicopatologia, Neuropsicologia e Neurociências;

Filiações e Revisor Cientifico

  • Membro da OPP;
  • Membro da APTCCI;
  • Membro da Sociedade Portuguesa de Neurociências;
  • Revisor científico de revistas nacionais e internacionais;

 

 

 

Últimos artigos

Emoções na Infância – Como Ajudar o Seu Filho – Crónica Revista Vip

Isabel Cardoso Costa Psicóloga Clínica/Psicoterapeuta- Adultos, Crianças e Adolescentes  

A brincar o mundo pula e avança – Uma visão da Pedopsiquiatria

“Aquilo que há em nós de criativo é infantil, ou vem da infância, é aquilo que fica vivo da infância, […]

Agitação Psicomotora ou Hiperactividade, o que é? A visão da Psicomotricidade

O corpo que não pára.   Nos últimos anos tem sido cada vez mais frequente falar-se de crianças com hiperatividade […]